Dicas Para o Controle Emocional

outubro 15, 2008 às 11:22 am | Publicado em Artigos | Comentários desativados em Dicas Para o Controle Emocional

Goleman procura demonstrar que não só a razão influencia nos nossos atos, mas, a emoção também é responsável por nossas respostas e tem grande poder sobre as pessoas.

Algumas habilidades emocionais são consideradas importantes para que uma pessoa alcance seus objetivos seja feliz e alcance sucesso na vida. Dentre elas são citadas o controle do temperamento, adaptabilidade, persistência, amizade, respeito, amabilidade e empatia. Goleman apresenta os seguintes níveis de Inteligência Emocional:

1. Auto-conhecimento emocional – Autoconsciência: conhecimento que o ser humano tem de si próprio, de seus sentimentos ou intuição. Esta competência é fundamental para que o homem tenha confiança em si (autoconfiança) e conheça seus pontos fortes e fracos;

2. Controle emocional – Capacidade de gerenciar os sentimentos: é importante saber lidar com os sentimentos. A pessoa que sabe controlar seus próprios sentimentos se dá bem em qualquer lugar que esteja ou em qualquer ato que realize;

3. Auto-motivação – Ter vontade de realizar, otimismo: Pôr as emoções a serviço de uma meta. A pessoa otimista consegue realizar tudo que planeja pois tem consciência que todos os problemas são contornáveis e resolvíveis;

4. Reconhecer emoções nos outros – Empatia: saber se colocar no lugar do outro. Perceber o outro. Captar o sentimento do outro. A calma é fundamental para que isso aconteça. Os problemas devem ser resolvidos através de conversas claras. As explosões devem ser evitadas para que não prejudique o relacionamento com os outros;

5. Habilidade em relacionamentos inter-pessoais – Aptidão social: a capacidade que a pessoa deve ter para lidar com emoções do grupo. A arte dos relacionamentos deve-se, em grande parte a saber lidar com as emoções do outro. Saber trabalhar em equipe é fundamental no mundo atual.

Os sentimentos mais fortes do homem são a tristeza, a alegria e a raiva. É fundamental saber lidar com eles. As pessoas que sabem controlar suas emoções são aquelas que obtém mais sucesso na vida, em qualquer tipo de medição.

GOLEMAN, Daniel – Inteligência emocional. Rio de Janeiro, Ed. Objetiva, 1996.

Por: Julie Amaral – Psicóloga

Como administrar a raiva e ter saúde emocional?

outubro 15, 2008 às 11:06 am | Publicado em Artigos | Comentários desativados em Como administrar a raiva e ter saúde emocional?

Ninguém está livre! A raiva é um sentimento que aparece quando nos sentimos impotentes ou frustrados. Trata-se de um mecanismo de autodefesa sem o qual o ser humano permitiria que passassem por cima dos seus desejos. Mas, quando esse comportamento se torna uma rotina, aí você tem um problema.

No momento da explosão, os hormônios se desequilibram e a pressão arterial aumenta, assim como os batimentos cardíacos. A corrente sanguínea é inundada por adrenalina, que provoca a contração dos vasos sanguíneos e pode levar à hipertensão e ao infarto.

Além disso, a raiva também libera de duas a cinco vezes mais cortisol, o hormônio do estresse, altamente tóxico ao corpo. Essa substância pode desencadear problemas de saúde e emocionais.

Dicas para diminuir a raiva:

Pare e respire

Sente-se no chão com a coluna ereta e as pernas cruzadas, com a direita na frente por baixo da perna esquerda.

A mão direita segura o pulso esquerdo por trás, nas costas. Inspire pelo nariz e, ao expirar, vá inclinando o tronco lentamente, à frente, com a intenção de tocar a testa no chão.

Pare e segure a respiração por 8 segundos. Inspire e volte à posição original. Repita 8 vezes. Essa prática ajuda a baixar os níveis de cortisol e a evitar os efeitos prejudiciais da irritabilidade.

Tenha atitudes saudáveis

Não é feio nem errado sentir raiva, até mesmo de quem amamos. Aprenda a contar pelo menos até 3 e respire fundo – isso ajuda a diminuir o excesso de adrenalina.

Exponha a sua raiva, sem brigar, para quem a provocou. Engolir a irritação pode até deixá-la doente! E tente resolver a causa do que causou a irritabilidade. Esse sim é o melhor remédio.

Coma devagar

Nos momentos de raiva, é comum ter vontade de comer chocolate, biscoitos, doces e pães.  Então cuidado!

Para recuperar a tranqüilidade, faça uma dieta desintoxicante, reduzindo sal, gordura e tomando muito líquido.

http://mdemulher.abril.com.br/anamaria/indices/edicoes/000/saude/anamariamateria_226551.shtml- modificado por Adriana Almeida

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.